Um problema de tradução da Martin Claret - O Anticristo, de Nietzsche

Semestre passado estudei O Anticristo, de Nietzsche, na universidade. Acompanhei o curso com as edições que eu já tinha da obra do Nietzsche: uma em português, da editora Martin Claret, e o original em alemão. Ao chegar ao aforismo 7 fiquei estarrecido com quantos trechos simplesmente estão faltando na edição da Martin (sublinhei de vermelho, na foto abaixo da edição alemã, os trechos que não foram traduzidos)! Primeiramente eu até pensei que poderia ser algum problema de ordem meramente técnica da edição, mas não dá pra explicar por que a tradução "salta" de um ponto para outro assim. E o trecho assinalado com uma interrogação indica que no português há uma tradução estranha,  mais um "resumo" do que uma tradução propriamente dita.







0/Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem